Verde é a cor da Mantiqueira

A exuberante Serra da Mantiqueira passa pelos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, marcando a paisagem com sua cadeia montanhosa composta de vales, encostas íngremes e muitos rios. No entanto, toda a beleza da Mantiqueira contrasta com a informação de que o desmatamento segue em ritmo acelerado.

Verde é a cor da Mantiqueira

Para se ter uma ideia, o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, divulgado no final de maio deste ano, mostra que 184 quilômetros quadrados de Mata Atlântica foram desmatados apenas entre os anos de 2014 e 2015 – e isso representa um aumento de 1% em relação ao período anterior, de 2013 a 2014.

Dos 17 estados que compõem a Mata Atlântica, Minas Gerais lidera o desmatamento, perdendo suas florestas nativas principalmente para a atividade de mineração. Muitas dessas árvores estavam dentro da Serra da Mantiqueira, bioma que compõem a paisagem de Aiuruoca, onde fica nossa fazenda.

“Minas Gerais, que vinha de dois anos de queda nos níveis de desmatamento, voltou a liderar o desmatamento no país, com decréscimo de 7.702 ha (alta de 37% na perda da floresta).”

Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, 2016

Inclusive, aqui em Aiuruoca temos grande incidência de queimadas, que compreende todo o entorno do Parque Estadual da Serra do Papagaio – área que integra a APA da Mantiqueira. O uso de fogo é comum para alguns agricultores, que podem perder o controle e causar incêndios.

Verde é a cor da Mantiqueira

Um pouco de história

Nos tempos de Pedro Álvares Cabral, a Mata Atlântica ocupava aproximadamente 1,3 milhão de quilômetros quadrados de área. Hoje em dia, temos cerca de 22% da cobertura original, sendo que 7% estão conservados em áreas de floresta nativa acima de 100 hectares. Ou seja, o desmatamento aconteceu (e acontece…) a uma velocidade chocante, mas ainda existe muito verde para preservar.

Desde 1985, a Mantiqueira virou Área de Preservação Ambiental (APA), com o objetivo de proteger a flora, os bosques de araucária e a vida selvagem de uma das maiores cadeias de montanhas do sudeste do país. A área total dessa APA tem o tamanho de 422 mil campos de futebol, mas muitos críticos reclamam que falta controle do desmatamento, queimadas e poluição de rios.

“Art. 1º – Sob a denominação de APA da Serra da Mantiqueira, fica declarada área de proteção ambiental, a região situada nos municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Bocaina de Minas, Delfim Moreira, Itanhandu, ltamonte, Liberdade, Marmelópolis, Passa Quatro, Passa Vinte, Piranguçu, Pouso Alto, Santa Rita do Jacutinga, Virgínia e Wenceslau Brás, no Estado de Minas Gerais; Campos do Jordão, Cruzeiro, Lavrinha, Pindamonhangaba, Piquete, Santo Antônio do Pinhal e Queluz, no Estado de São Paulo e Resende no Estado do Rio de Janeiro”

Decreto Federal Nº 91.304, de 3 de junho de 1985

Importância da Mantiqueira

Um estudo feito em 2013 pela União Internacional para Conservação da Natureza (International Union for Conservation of Nature) concluiu que a Mantiqueira é o oitavo local mais insubstituível do planeta. O ranking analisou 78 lugares, que englobam 137 áreas protegidas em 34 países.

Também em 2013, a revista Science publicou uma carta na qual pesquisadores pedem mais atenção à proteção da Serra da Mantiqueira. Considerada um dos ecossistemas brasileiros mais importantes, a Mantiqueira é citada como parte importante da Mata Atlântica, que integra a lista das Reservas da Biosfera da ONU (Organização das Nações Unidas) .

Por que adotar uma oliveira?

Nós, com azeite Olibi e o projeto Adote uma Oliveira, também trabalhamos para reverter esse cenário. Nossa fazenda já exibiu uma paisagem árida e quase desértica, resultado de queimadas e devastações do passado. Em 1999, começamos nossa jornada de reflorestamento. Plantamos as primeiras mudas de árvores nativas próximas às minas de água e, aos poucos, espalhamos o verde ao longo de 18 hectares.

O projeto transformou os tons marrons em uma densa floresta a perder de vista, com mais de 15 mil novas árvores. Depois de restaurar a biodiversidade da fazenda, tivemos a ideia de resgatar a cultura milenar do cultivo de oliveiras. As árvores não machucam o solo e se integram ao meio ambiente, pois preferem solos não férteis e em declive e frutificam por vários séculos, desde que regularmente cuidadas.

É por isso que convidamos você a adotar uma oliveira e colaborar com a expansão das atividades de preservação ambiental, que incluem reflorestamento e soltura de aves resgatadas pelo Ibama. Queremos que a Mantiqueira possa continuar sendo conhecida pela imensidão verde que cobre a região.

Verde é a cor da Mantiqueira

Vista aérea da nossa fazenda em Aiuruoca
No Comments

Post A Comment